For Why logo

Monte seu e-commerce com as dicas do Sebrae
Dicas para lojistas

Monte seu e-commerce com as dicas do Sebrae

Com a crise do Coronavírus, muitas lojas do varejo que tinham apenas versões físicas, tiveram de correr para montar um e-commerce, para suprir as necessidades de compras online, por conta dos shoppings fechados. Se você é um desses comerciantes, quer saber como colocar de pé esta operação? Os especialistas do SEBRAE dão algumas dicas para montar seu comércio eletrônico do zero.
 
 
Em primeiro lugar, é preciso saber que Investir em uma loja virtual é uma boa opção para quem deseja iniciar um negócio ou mesmo fazer com que a empresa cresça. Segundo levantamento realizado pela loja Integrada, o investimento inicial para abrir um e-commerce é de cerca de R$ 1 mil. Por isso, é uma opção muit atrativa para os empreendedores. A praticidade da compra online também é um fator que chama a atenção do consumidores. Pensando em auxiliá-lo em ter um e-commerce de sucesso, separamos cinco dicas fundamentais, confira.
 
 

1. Conheça o mercado digital

 
 
Vender em loja física é muito diferente que vender em loja online. Um fator que merece destaque e atenção é o preço do seu produto. Para saber como estipular o preço de venda adequado, entenda que a venda na internet exige cuidado com outros aspectos. Por exemplo: custo da hospedagem do site, taxa cobrada pelo meio de pagamento que vai escolher, prazo para o dinheiro entrar na sua conta, custo da transportadora e vários outros. Isso não significa que vender pela internet é mais caro que pela loja física. São apenas custos e dinâmicas diferentes. Pense no quanto economizará de aluguel por exemplo.
 
 

2. Organize o site

 
 
Você não precisa contratar uma superequipe especialista em tecnologia para colocar o seu site no ar. Existem plataformas prontas que podem ser o pontapé inicial para o seu mundo online: Shopify, Wix, Magento, Woocommerce, entre outros. Nelas, você pode montar o seu site de forma bem intuitiva e com a cara da proposta da sua marca.
 
 
Um bom site é aquele que vende. Por isso, fique alerta com as opiniões de outras pessoas que não têm experiência no mercado digital ou não são seus clientes (elas pode acabar dificultando as suas vendas).
 
 

3. Conheça seu cliente

 

 
 
Uma grande vantagem de vender na internet é conhecer seu consumidor de forma mais prática e fácil. Você pode conversar com ele por mensagem direta ou via redes sociais. Outra forma de entender melhor o seu cliente é olhar sites e redes sociais do seu concorrente: se no ramo em que atua houver alguma outra loja ou marca que venda na internet há muito tempo, observe o que esses consumidores estão comentando. Isso vai ajudar a pegar algumas informações e entender melhor os hábitos de compra. Evite repetir o que faz o seu concorrente. Busque apenas referências e seja criativo e inovador ao aplicar o aprendizado no seu negócio.
 
 

4. Desenvolva estratégias de marketing

 
 
Os investimentos em estratégias de marketing podem ser determinantes para o sucesso do seu e-commerce. É preciso saber vender o produto ou serviço e ser persuasivo o suficiente para convencer o cliente de que o seu negócio é de qualidade.E na internet é possível testar. Você pode divulgar os dois anúncios ao mesmo tempo e no mesmo período para analisar qual deles está gerando mais vendas para o seu negócio. Depois, é só tirar do ar aquele que não está trazendo bons resultados.
 
 

5. Entenda sobre logística e estoque no e-commerce

 
 
A logística do e-commerce tem características diferentes. Já que o cliente não vai até sua loja pegar o produto, ele espera recebê-lo no endereço solicitado. Por isso é importante ficar atento em como lapidar seus processos de logística. Segundo uma pesquisa realizada pelo Sebrae sobre as principais dificuldades de gestão de um e-commerce, a logística foi apontada como o segundo grande obstáculo. 
 
 
Texto por Vanessa Ming
Fotos por Unsplash
 

Talvez você também goste