For Why logo

Aposte em Camisetas Podrinhas
Moda

Aposte em Camisetas Podrinhas

Ama aquele estilo mais moderninho? Bem hi-lo, com uma pegada mais rebelde? Então, aposto que já tá sabendo da trend (BAFO!) das camisas podrinhas, não?!

 

Sabe aquelas t-shirts feitas de algodão ou daquela malha chamada flame? Elas estão em altas! São usadas para compor looks bem modernos, com uma pegada bem street. A ideia dessa moda é parecer que você está usando uma camiseta velhinha, bem desgastada - e quando mais furos e rasgos melhor para compor o visual!

 

As irmãs Kendall e Kylie Jenner ama montar look destroyd (Foto pinterest/divulgação)

 

Assim como as calças jeans destroyd conquistaram seus espaços no armário de everybody, os tops também estão ganhando o seu e (acreditem) estão fazendo um sucesso e tanto.

 

 As peças podrinhas estão aparecendo em todos os modelos que a gente consegue imaginar: moletom, cropped e na grande protagonista da tendência, as camisetas de banda de rock.

 

As camisetas de bandas de rock são as queridinhas da tendências (Foto pinterest/divulgação)

 

Para montar um look usando essa trendy e arrasar, combine camisetas podrinhas com calça jeans ou de sarja - shortinho jeans, minissaias, saia midi também são apostas certeiras!

 

Nos dias mais frios, invista em jaquetas de couros ou bombers para complementar o visual!

 

Aposte em jaquetas - bombers e de couro - nos dias mais frios (Foto pinterest/divulgação)

 

Ah! Quem trabalha e as normas de vestimentas do local são bem tranqüilas em relação às roupas, aposte neste estilo mais destroyd. Para isso, combine as blusas podrinhas com peças mais hi-lo (um blazer é garantia de sucesso!). Afinal, são camisas hiper confortáveis e que dão um toque cool de estilo.

 

***FAÇA VOCÊ MESMO!*** 

 

Tem alguma t-shirts parada no guarda-roupa? Que tal dar uma customizada nela?! Você pode conseguir uma nova peça e arrasar num look moderno!

 

Para isso você só precisa de uma tesoura – talvez umas tachinhas, fitas, alfinetes (depende do que você quiser fazer!) – e muitaaaa criatividade.

 

Texto por Carol Vilhena 

 

Talvez você também goste